O que é a tecnologia do Blockchain?

tecnologia-blockchain
Imagem extraída de https://guiadobitcoin.com.br

“A conseqüência prática [… é …] pela primeira vez, uma maneira para um usuário da Internet transferir uma peça única de propriedade digital para outro usuário da Internet, de modo que a transferência seja garantida de forma segura, saber que a transferência ocorreu, e ninguém pode desafiar a legitimidade da transferência. As conseqüências desse descoberta são difíceis de sobrestimar “.

 – Marc Andreessen

Olhando de longe, o blockchain pode não parece ser tão diferente das coisas que você conhece, como Wikipédia.

Com uma cadeia de blocos (blockchain), muitas pessoas podem escrever entradas em um registro de informações, e uma comunidade de usuários pode controlar como o registro de informações é alterado e atualizado. Da mesma forma, as entradas da Wikipedia não são o produto de um único editor, nenhuma pessoa controla a informação.

Colocando os pés no chão, no entanto, as diferenças que tornam a tecnologia blockchain única, tornam-se mais claras. Enquanto ambos são executados em redes distribuídas (a internet), a Wikipédia é incorporada na World Wide Web (WWW) usando um modelo de rede cliente-servidor.

Um usuário (cliente) com permissões associadas à sua conta pode alterar as entradas de Wikipedia armazenadas em um servidor centralizado.

Sempre que um usuário acessa a página da Wikipedia, eles receberão a versão atualizada da “cópia principal” da entrada da Wikipedia. O controle do banco de dados permanece com os administradores de Wikipedia que permitem o acesso e as permissões a serem mantidas por uma autoridade central.

landing_pages__image-1-e1489089004344

A “espinha dorsal” digital da Wikipedia é semelhante aos bancos de dados altamente protegidos e centralizados que os governos, bancos ou companhias de seguros mantêm hoje. O controle de bancos de dados centralizados recai sobre seus proprietários, incluindo o gerenciamento de atualizações, acesso e proteção contra ameaças cibernéticas.

O banco de dados distribuído criado pela tecnologia blockchain possui um espinha dorsal fundamentalmente diferente. Esta é também a característica mais distinta e importante da tecnologia blockchain.

A “cópia mestre” da Wikipédia é editada em um servidor e todos os usuários vêem a nova versão. No caso de uma cadeia de blocos, cada nó na rede chega à mesma conclusão a cada atualização do registro de forma independente e o registro mais popular torna-se o registro oficial de fato em vez de haver uma cópia mestre, como na figura acima sobre Wikipédia.

landing_pages_image_2_horizontal-image_2-e1489089150298

Transações são enviadas e cada nó cria sua própria versão atualizada dos eventos.

É essa diferença que torna a tecnologia blockchain tão útil – representa uma inovação no registro e distribuição de informações que elimina a necessidade de uma parte confiável para facilitar as relações digitais.

No entanto, a tecnologia blockchain, por todos os seus méritos, não é uma nova tecnologia.

Em vez disso, é uma combinação de tecnologias comprovadas e aplicadas de uma nova maneira. Foi a orquestração particular de três tecnologias (Internet, criptografia de chave privada e um protocolo que rege o incentivo) que tornaram a ideia do criador de bitcoins, Satoshi Nakamoto (clique no link para mais informações) tão útil.

O resultado é um sistema para interações digitais que não precisa de um terceiro confiável. O trabalho de proteger as relações digitais está implícito – fornecido pela arquitetura de rede elegante, simples e robusta da própria tecnologia blockchain.

Definindo a confiança digital

A confiança é um julgamento de risco entre diferentes partes e, no mundo digital, a determinação da confiança geralmente se resume a provar identidade (autenticação) e provar permissões (autorização).

De um modo mais simplificado, queremos saber, ‘Você é quem você diz que é?’ e ‘Você poderia fazer o que você está tentando fazer?’

No caso da tecnologia blockchain, a criptografia de chave privada fornece uma poderosa ferramenta de propriedade que atende aos requisitos de autenticação. A posse de uma chave privada é propriedade. Também poupa uma pessoa a ter que compartilhar mais informações pessoais do que eles precisariam para uma troca, deixando-os expostos a hackers.

A autenticação não é suficiente. Autorização – ter dinheiro suficiente, transmitir o tipo de transação correto, etc. – precisa de uma rede distribuída, peer-to-peer como ponto de partida. Uma rede distribuída reduz o risco de corrupção ou falha centralizada.

Essa rede distribuída também deve se empenhar a ter o registro armazenado e seguro das transações. Autorizar transações é o resultado de toda a rede aplicando as regras sobre as quais foram projetadas (o protocolo do blockchain).

A autenticação e a autorização fornecidas dessa maneira permitem interações no mundo digital sem depender da confiança (custosa). Hoje, os empresários das indústrias em todo o mundo acordaram com as implicações desse desenvolvimento – são inimagináveis, novas e poderosas relações digitais. A tecnologia blockchain é muitas vezes descrita como a espinha dorsal para uma camada de transação para a Internet, a base da Internet de Valor (Internet os Value).

Na verdade, a idéia de que as chaves criptográficas e os livros contabilísticos compartilhados podem incentivar os usuários a proteger e formalizar as relações digitais é uma loucura muito doida. Todos, desde governos até empresas de TI para bancos, estão buscando construir essa camada de transação.

Autenticação e autorização, transações vitais para as digitais, são estabelecidas como resultado da configuração da tecnologia blockchain.

A idéia pode ser aplicada a qualquer necessidade de um sistema confiável de registro.

Texto e imagens extraídos do site http://www.coindesk.com – Tradução livre.

 

Fiquem de olho no site do Clube Bitcoin , traremos
grandes novidades em breve!