Explicando o Bitcoin Gold.

qdc49na4r6qgo1cxyydi_bitcoingold

Uma nova moeda digital, as tão chamadas de cyptocurrency, chamada Bitcoin Gold está agora (leia-se novembro 2017) ao vivo na Internet. Ele pretende corrigir o que os apoiadores vêem como uma falha séria no design do Bitcoin original.

Existem centenas de criptografia na Internet, e muitos deles são derivados de Bitcoin de uma forma ou de outra. Mas o Bitcoin Gold – como Bitcoin Cash, outro subproduto do Bitcoin que foi criado em agosto de 2017 – é diferente de duas maneiras importantes.

O Bitcoin Gold está se mostrando como uma versão do Bitcoin, em vez de apenas novas plataformas derivadas do código-fonte do Bitcoin. Ele também escolheu reter o histórico de transações da Bitcoin, o que significa que, se você possuísse bitcoins antes do forkagora você possui uma quantidade igual de bitcoins “dourados”.

Enquanto a Bitcoin Cash foi projetada para resolver a crise de capacidade da Bitcoin com blocos maiores, a Bitcoin Gold tem como objetivo enfrentar outras falhas percebidas pela Bitcoin: a crescente centralização do setor de mineração que verifica e assegura as transações da Bitcoin.

A visão original da Bitcoin era que qualquer pessoa poderia participar da mineração da Bitcoin com seus computadores pessoais, ganhando um pouco de dinheiro extra, pois ajudavam a suportar a rede. Mas, quando Bitcoin se tornou mais valioso, as pessoas descobriram que a mineração Bitcoin poderia ser feita de forma muito mais eficiente com os circuitos integrados específicos de aplicativos personalizados (ASICs – sigla em inglês para application-specific integrated circuits).

Como resultado, a mineração Bitcoin tornou-se uma indústria especializada e altamente concentrada. As principais empresas desta nova indústria exercem uma quantidade desproporcional de poder sobre a rede Bitcoin.

O Bitcoin Gold visa destronar essas empresas de mineração através da introdução de um algoritmo de mineração alternativo muito menos suscetível à otimização baseada em ASIC. Em teoria, isso permitirá que os usuários comuns do Bitcoin Gold ganhem dinheiro extra com seus ciclos de computação de reposição, assim como as pessoas poderiam fazer nos primeiros dias do Bitcoin.

Como a mineração de Bitcoin se centralizou

No núcleo da rede Bitcoin está o blockchain, um livro de registros distribuído onde se tem todas as transações já acontecidas. A cada 10 minutos, em média, um computador na rede peer-to-peer da Bitcoin adiciona um bloco ao final do blockchain e coleta uma recompensa de 12,5 bitcoins – atualmente vale cerca de US $ 112,500, aproximadamente.

Miners competem pelo privilégio de adicionar um bloco ao blockchain correndo para resolver um difícil problema matemático. Veja como isso funciona: o minerador toma uma lista de transações e adiciona ao final dela, uma string aleatória chamada de nonce. Em seguida, ele calcula uma função hash SHA-256 desse bloco inteiro.
Uma função hash é projetada para produzir uma seqüência de bits essencialmente aleatória que representa de forma exclusiva os dados que foram esboçados. O minerador “ganha” se esses bits aleatórios começam com um certo número de zeros. Na maioria das vezes, isso não acontece, então ele escolhe outro nonce e repete o cálculo até um bloco premiado aparecer.

Um minerador que descobre um bloco vencedor anuncia para o resto da rede. Estes verificam que ele atende a todos os requisitos das regras do Bitcoin e, em seguida, adiciona o bloco às suas cópias do blockchain e toda a corrida começa novamente.

O ponto deste processo bastante elaborado é dar à rede uma maneira de chegar a um consenso sem uma autoridade central para contar os votos. Se dois blocos são anunciados ao mesmo tempo, produzindo um desacordo sobre qual é o bloco “oficial”, a disputa é resolvida executando outra rodada da corrida. Quem ganha a próxima rodada começa a escolher qual bloco na rodada anterior se torna oficial.

Na prática, isso significa que a influência de um nó sobre a rede é proporcional à quantidade de poder de computação que possui. Nos primeiros anos de Bitcoin, isso fez com que a mineração de Bitcoin fosse um caráter democrático. Quase todos na comunidade tinham poder de computação de reposição sentado em suas mesas que poderiam dedicar à mineração de Bitcoin, ganhando moeda virtual no processo. Havia poucos mineradores de bitcoin profissionais com hardware dedicado porque alguém que comprava hardware especial não podia competir com mineradores que já tinham seus computadores, sem custo extra.

Mas isso mudou quando as pessoas começaram a construir ASIC de mineração Bitcoin personalizados. Esses chips poderiam calcular os hashes SHA-256 muito mais eficientemente do que um PC comum, visto que a energia necessária para produzir um Bitcoin seria enorme e demoraria um tempo maior ainda, não compensando o tempo e dinheiro investido. A mineração tornou-se uma operação somente de ASIC fortemente concentrada em locais com baixos custos de eletricidade.

Bitcoin Gold espera tornar a mineração democrática novamente

Essa estratégia de influenciar uma rede proporcional ao poder de computação é conhecida como prova de trabalho. Quanto mais trabalho você faz – neste caso, computando SHA-256 hashes bilhões de vezes – o mais provável é que você ganhe a chance de adicionar um bloco ao blockchain.

Bitcoin Gold é idêntico ao Bitcoin na maioria dos aspectos, mas usa um algoritmo de prova de trabalho alternativo chamado Equihash que os adeptos acreditam ser impermeável a ser acelerado com hardware personalizado. Equihash também foi adotado por um rival Bitcoin chamado Zcash pelo mesmo motivo.

A idéia-chave por trás do Equihash é que o algoritmo é mais limitado pela memória do que pelo poder de computação.

O motivo, dizem os criadores de Equihash, é que não é realmente possível otimizar algoritmos em memória da maneira que você pode otimizar algoritmos computação. O hardware de mineração Bitcoin é absurdamente rápido porque um chip projetado para computação de hashes SHA-256 pode calcular muito mais hashes por segundo do que uma CPU convencional com o mesmo número de transistores. Mas 1GB de memória ocupa tanto espaço em um chip se ele está sendo usado para hardware de mineração personalizado ou um PC de propósito geral.

O resultado, espero os adeptos, é que o Bitcoin Gold estará sempre acessível aos usuários comuns que desejam administrar cryptocurrency com seus PCs. Isso poderia dar a Bitcoin um caráter mais democrático e reduzir a influência das grandes plataformas de mineração que são tão poderosas na rede Bitcoin.

Bitcoin Gold ainda é uma moeda digital adicional

A visão de Bitcoin Gold de democratizar a mineração de Bitcoin apela a muitas pessoas no mundo de Bitcoin. Mas a moeda ainda enfrenta uma tonelada de ceticismo na comunidade Bitcoin mais ampla.

Os críticos se opuseram à maneira incomum que a Bitcoin Gold lançou a moeda. Depois de bifurcar a principal cadeia de bitcoins alguns meses atrás (hard fork), a equipe do Bitcoin Gold operou a rede privada de forma privada, permitindo que eles minerassem uma porrada de bitcoins “de ouro” sem a concorrência do resto do mundo Bitcoin. Os críticos dizem que isso deixa menos bitcoins disponíveis para qualquer outra pessoa.
Porém, a maior objeção é que muitos “bitcoiners” olham com suspeita de qualquer esforço que divida a comunidade Bitcoin. Eles se preocupam que as diferentes versões do Bitcoin confundirão o público e os oponentes argumentam que o Bitcoin Gold está se apossando injustamente do nome Bitcoin.

Mas a equipe Bitcoin Gold insiste que seu projeto será bom para Bitcoin no longo prazo. Eles dizem que seu objetivo final é provar a viabilidade do Equihash como um algoritmo alternativo de prova de trabalho e eventualmente convencer a rede Bitcoin mainstream para fazer um movimento semelhante. Isso parece uma batalha árdua, principalmente, dado os milhões de dólares que os mineradores de Bitcoin mais antigos investiram em seu “hardware hashing” existente.

O mercado valoriza o Bitcoin Gold muito menos do que o Bitcoin ou mesmo o Bitcoin Cash.

Texto extraído de https://arstechnica.com – Tradução Livre

Imagem extraída de https://i1.wp.com