Bitcoin vs. Ethereum: diferenças e semelhanças

pexels-photo-730569.jpeg

Ethereum recebeu muita atenção desde seu anúncio, pelo Vitalik Buterin, no North American Bitcoin Conference no começo de 2014. A consequência natural do seu aumento de popularidade tem sido comparada com a do Bitcoin, a primeira moeda virtual. É importante que investidores entendam as similaridades e diferenças entre Bitcoin e Ethereum.

BITCOIN

Bitcoin, a primeira moeda virtual, nasceu em 2008. Na época, o misterioso Satoshi Nakamoto introduziu uma idéia em um papel branco com o misterioso texto: Bitcoin oferece a promessa de baixas taxas de transação que os tradicionais mecanismos de pagamento online e é operado por uma autoridade descentralizada, diferente das moedas governamentais. Não há Bitcoin físico, somente balanços associados a chaves públicas e privadas.

Nos dias mais atuais, a aceitação do conceito de moeda virtual aumentou junto com os órgão reguladores e governamentais. Apesar de que não é formalmente reconhecido como meio de pagamento ou que tenha valor agregado, tem gerenciado um nicho para si e continua coexistindo com o sistema financeiro, mesmo sendo debatido e analisado regularmente.

BLOCKCHAIN

Na tentativa de entender mais de perto sobre o Bitcoin, descobriu-se o blockchain, a tecnologia que dá força no sistema todo. O blockchain não é só o assunto mais quente no mundo das FinTech mas também uma busca em tecnologia em outras indústrias.

O Blockchain é um livro público de todas as transações em um dado sistema que já foram executadas. Tal livro está em constante crescimento quando “blocos” são adicionados nele. Os blocos são adicionados ao blockchain em ordem cronológica e linearmente; todos os dados são criptografados, garantindo que esteja longe dos alcances dos manipuladores. O Blockchain se posiciona como um registro de todas as transações da rede, sendo este acessível para todos os integrantes. O Blockchain oferece a chance de trabalho em baixo custo com ótimo compliance regulatório, reduzindo riscos e aumentando eficiência.

ETHEREUM

A tecnologia do Blockchain está sendo usado para criar aplicativos que são além de somente suportar moedas digitais. Tais aplicativo são frequentemente referidos como Crypto 2.0, Blockchain 2;0 ou até Bitcoin 2.0.

Lançado em 2015, Ethereum é o maior e melhor estabelecido, plataforma descentralizada de software que permite os chamados SmartContracts e Distributed Aplications (DApps) a serem criados e rodados sem fraude, controle ou interferência de uma terceira parte. Ethereum não é somente uma plataforma mas também uma linguagem de programa rodando na Blockchain, ajudando os desenvolvedores a criar e publicar aplicativos.

A potencial aplicabilidade do Ethereum limita e roda em seu toke específico e criptografado; o chamado Ether. Em 2014, Ethereum lançou uma pré-venda, a qual foi recebida com uma enorme resposta. Ether é como um veículo para movimentar ao redor da plataforma do Ethereum e está a procura de desenvolvedores para criar e rodar aplicativos dentro do Ethereum.

Ether é usado mundo afora por dois motivos: é comercializado como moeda digital e também como aplicativo dentro do Ethereum e diria mais, usado para monetizar trabalho. De acordo com Ethereum, pode ser usado para “codificar, descentralizar, segurar e comercializar qualquer coisa”. Um dos grandes projetos sobre Ethereum é a parceria com a Microsoft e ConsenSys que oferecem “Blockchain do Ethereum como um serviço (EBaaS) no Microsoft Asure, assim os clientes das empresas e desenvolvedores podem ter ambiente para desenvolvimento baseado nas nuvens em conjunto com o blockchain. TUdo isso em um simples click.

BITCOIN vs ETHEREUM

Enquanto o Bitcoin e o Ethereum são movidos pelo princípio de livro público e criptografado, os dois se diferem em vários aspectos técnicos. Por exemplo, a linguagem de programação usado pelo Ethereum está se tornando completo, enquanto que do Bitcoin está baseado em uma pilha de linguagens. Outras diferenças incluem o block time (transações do Ethereum são confirmados em segundos, comparado com os minutos que se demora com a confirmação do Bitcoin) e sua estrutura básica (Ethereum usa ethash enquanto Bitcoin usa SHA-256)

No entanto, do ponto de vista geral, Bitcoin e Ethereum se diferem de propósito. Enquanto Bitcoin está criado como uma alternativa de regularizar o dinheiro e como meio de pagamento de transações e depósito de valor, o Ethereum é desenvolvido como uma plataforma que facilita os contratos peer-to-peer e aplicativos através do seu próprio veículo. Enquanto Bitcoin e Ethereum são moedas digitais, o primeiro propósito do Ether não é para estabelecer-se como uma alternativa de pagamento (como o Bitcoin propôs), mas para facilitar e monetizar o trabalho do Ethereum para possibilitar os desenvolvedores a construírem e rodar seus aplicativos.

CONCLUSÃO

Em resumo, Ethereum é um avanço baseado no princípio do blockchain que sustenta o Bitcoin mas com o propósito de não competir com o Bitcoin. Porém, a popularidade e o aumento do mercado de capitalização do Ether, traz sua competitividade com todas as moedas digitais, especialmente da perspectiva de compra e venda no mercado. Atualmente, o market cap do Ether (ETH) é maior que do Ripple e Litecoin, mas está muito atrás do market cap do Bitcoin. De modo geral, Bitcoin e Ethereum são versões diferentes, usando a tecnologia do blockchain e são programados para se estabelecerem sozinhos, guiados por diferentes intenções.

Texto extraído de www.investopedia.com – Tradução livre.

 

Fiquem de olho no site do Clube Bitcoin , traremos
grandes novidades em breve!