Inundação em Sichuan arrasa várias mineradoras e hash rate do Bitcoin cai imediatamente após desastre.

As fortes chuvas na província de Sichuan, no sudoeste da China, afetaram mais de 200 mil moradores, e mais de 25 mil foram realocadas, disseram autoridades locais na quarta-feira.

O controle provincial da enchente e o quartel-general de combate à seca disseram que as perdas econômicas diretas ultrapassaram 688 milhões de yuans (104 milhões de dólares), incluindo 191 milhões de yuans em instalações de conservação de água.

As estatísticas mostraram que 32 municípios e 217 cidades foram afetados desde domingo.

As principais cidades afetadas são: Sichuan, Mianyang, Guangyuan, Chengdu, Aba, Meishan e outros lugares sofreram com as inundações causadas pelas chuvas contínuas, devido ao colapso de montanhas e rios, a hidroelétrica local e as instalações de comunicação foram danificadas em graus variados. De acordo com a mídia local.

Mas os estragos não param por  aí, afetando diretamente o mercado de cryptomoedas. Sichuan e Aba e outras áreas se tornaram uma área concentrada de mineradoras de cryptomoedas devido às abundantes tarifas de eletricidade. Nesta inundação, algumas mineradoras não foram poupadas e dezenas de milhares de máquinas foram destruídas pelas inundações. Nessa enxurrada, milhões de dólares foram perdidos em máquinas, a perda é pesada. De acordo com outro veículo de comunicação da região.

Segundo as estatísticas, 70% das máquinas de mineração do mundo estão na China, enquanto as máquinas de mineração de Sichuan são responsáveis por 70% por tudo o que é minerado na China. Sichuan é a meca da mineração do mundo. Pouco antes do desastre da inundação, os mineradores de Sichuan receberam um grande número de pedidos de depósito de máquinas de mineração. Muita gente aluga espaço nessas fazendas de mineração para minerar utilizando a infraestrutura dessas plantas de mineração. As mineradoras em Sichuan são geralmente construídas nas montanhas e nas áreas rurais, e por incrível que pareça suas instalações são relativamente simples.

Diante de uma inundação de proporções gigantescas, essas instalações foram varridas do mapa e com elas suas máquinas.

Atualmente, não há dados específicos sobre perdas das mineradoras de Sichuan, mas pelas fotos já divulgadas, pelo menos dezenas de milhares de máquinas de mineração foram inundadas e pelas fotos obviamente podemos supor que todas se tornaram sucatas e quase impossíveis de serem consertadas.

O hash rate de toda a rede caiu significativamente desde 24 de junho, e o poder de cálculo de toda a rede atingiu o menor nível entre os dias 20 e 27 de junho, que coincide com a época a inundação de Sichuan. Portanto, a razão para o declínio no poder de computação da rede provavelmente está relacionada ao desastre.

Fonte: Cryptowatch

Cansados das altas comissões das corretoras, criamos o Clube Bitcoin, a primeira Exchange Brasileira isenta de taxas comissionais, possibilitando que você alcance o máximo. Conheça o projeto e faça as contas!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s