17 milhões de Bitcoins: Entenda o que isso quer dizer

17.000.000

Salvo um evento imprevisto, o Bitcoin de número 17 milhões foi extraído ontem, segundo dados da Blockchain.info, um marco para a primeira criptomoeda do mundo. Isso porque, de acordo com as regras atuais do bitcoin, apenas 21 milhões de bitcoins podem ser criados.Este será o primeiro marcador de milhões de bits a ser cruzado desde meados de 2016.
Em suma, o código do bitcoin, desde que clonado e adaptado por dezenas de outras criptomoedas, assegura que apenas um número definido de novos bitcoins seja introduzido em sua economia. Os mineradores, ou aqueles que operam o hardware necessário para rastrear o conjunto de transações da bitcoin, são recompensados ​​com scarce datas, uma vez que adicionam novas entradas ao registro oficial.É importante ressaltar que não é possível prever com precisão quando o décimo sétimo milhão de bitcoins será extraído, ou quem minerará, devido às muitas variações criadas para manter um software comum em sincronia. Cada bloco de bitcoins produz 12,5 novos bitcoins e, como os blocos de bitcoins ocorrem aproximadamente a cada 10 minutos, cerca de 1.800 novos bitcoins são criados a cada dia.

Uma maneira de interpretar o resultado é que 80% de todo o bitcoin que será criado já foi extraído. Em outras palavras, apenas cerca de um quinto da oferta final permanece para os mineradores e futuros compradores. Outros vêem o marco como um sinal  para a valorização da tecnologia e  indicador de conquistas.

Alguns acreditam que o marco deve ser considerado como uma oportunidade para a educação, tanto sobre as características do bitcoin, quanto sobre as criptomoedas de forma ampla.

A menos que todos os humanos que operam os computadores que executam o software bitcoin decidam fazer uma mudança (cenário improvável hoje), não há como introduzir mais bitcoins novos. Essa conquista técnica, desempenhou um papel fundamental na associação do bitcoin com dinheiro, economia e outros ativos escassos que ocorrem naturalmente.

Dessa forma, os goldbugs e os leitores da economia austríaca que se empenharam no bitcoin cedo, perceberam o valor do recurso, o que pode explicar o termo “criptomoeda”.

Até mesmo o modo como os novos bitcoins surgem, chamado “mineração”, é um aceno para a analogia do ouro. Quando um minerador encontra um hash válido para transações recentes, resolvendo o quebra-cabeça do protocolo bitcoin, ele é recompensado com uma “coinbase transaction”, creditada em sua conta. Um pouco de criptomoeda é criado e adcionado ao montante final.

A curva de oferta de bitcoin

A forma como os participantes são recompensados, é claro, mudou com o tempo. Quando o fundador da bitcoin, Satoshi Nakamoto, minou o primeiro bloco bitcoin em 3 de janeiro de 2009, ele criou os primeiros 50 bitcoins. Esta recompensa permaneceu a mesma por outros 209.999 blocos, quando o primeiro “abrandamento”, ou redução de recompensas, ocorreu.

A cada 210.000 blocos, a rede reduz a recompensa em 50%. Após a mais recente halvening (pagamento) em julho de 2016, a recompensa é de 12,5 bitcoins. À medida que os halvenings são dobrados, a taxa de inflação monetária – o crescimento da oferta – diminui.

O BashCo, traçou a trajetória da oferta total de bitcoin (curva azul) em relação à sua taxa de inflação monetária (linha laranja).

grafiico

Assumindo que o protocolo do bitcoin permaneça o mesmo (um novo bloco extraído a cada 10 minutos em média), o último bitcoin não será minerado até maio de 2140.

Os proximos 120 anos

Jameson Lopp, engenheiro-chefe de infraestrutura da Casa, lembrou rapidamente ao CoinDesk que os bitcoins são divisíveis e que, como tal, as menores partes de cada bitcoin podem ter um valor aparentemente infinito.

“Enquanto 17 milhões de BTC podem soar como muito, é incrivelmente escasso – não haverá nem o suficiente para que todo milionário atual possua um bitcoin por inteiro. Felizmente, cada bitcoin é divisivel em 100 milhoes de satoshis, por tanto, sempre haverá muito!”

O bitcoin nunca chegará a 21 milhões de unidades, já que, salvo uma mudança de protocolo, o fornecimento total ficará aquém de pelo menos um satoshi. Isso porque, em 17 de maio de 2011, o minerador “midnightmagic” – por razões que permanecem sem clareza – reivindicou uma recompensa de 49,99999999, em vez de 50.

Para ser claro, o bitcoin não para de funcionar quando são produzidos 21 milhões de bitcoins. Nesse ponto, a ideia é que os mineradores sejam compensados ​​apenas pelas taxas, que eles já cobram. (embora alguns cientistas tenham procurado projetar se tal mercado funcionará na pratica).

Texto extraido de http://www.coindesk.com – Tradução Livre

Fiquem de olho no site do Clube Bitcoin, traremos grandes novidades em breve!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s